9 coisas que ninguém fala sobre a decoração do casamento

A decoração é essencial para deixar o ambiente com a cara dos noivos

4 Fotos

Um salão, um hotel, restaurante ou até um galpão: independente de qual será o espaço do seu casamento, a decoração é essencial para deixar o ambiente com a cara dos noivos e o estilo escolhido para a comemoração.

Além de tais funções primordiais, a decoração também adiciona charme e sofisticação ao casamento. Por isso, é preciso estar atenta a alguns pontos essenciais que nem sempre são tão evidentes assim.

Espaço decorado por Dri Nardozza. Clique para saber mais

Leia os itens abaixo antes de assinar qualquer contrato:

Quais peça ou móveis estão  inclusos na decoração

Especificar o que faz parte ou não do projeto influencia diretamente na análise geral do orçamento. “Para saber se o preço está dentro do esperado, a noiva deve entender o que está abrangido no trabalho do decorador. Itens como aparadores, bandejas, travessas de doces e velas, por exemplo, podem estar compreendidos nesse custo ou serem inseridos em um orçamento à parte, o que encarece a proposta”, explica assessora Natasha Bleier, de São Paulo. “Na hora de verificar a estimativa de preço, a noiva deve perguntar ao profissional cada item que faz parte do valor oferecido e o que terá que ser alugado por ela”.  

Cobrança de frete

Betta Lima, assessora da Betta Lima Eventos, de São Paulo, conta que, além do serviço de decoração, algumas empresas cobram um valor extra de transporte dos móveis, peças e outros objetos que serão usados em seu projeto para a festa, e esse valor pode variar. “Essa pergunta é importante, já que a resposta muda muito de um fornecedor para o outro. É essencial deixar bem claro uma possível cobrança de entrega e retirada para a noiva não ficar sabendo desse gasto extra na véspera do casamento”.

A visita técnica no local da festa

“Essa questão não dá para negociar. Muito além de escutar a proposta da noiva e fazer um desenho da decoração, o decorador precisa ir pessoalmente para conhecer o espaço junto com os noivos. Essa visita é fundamental para que o profissional veja quais são as possibilidades, entender quais são as expectativas da noiva para cada canto do espaço e, até, mesmo para sugerir ideias e descartar o que não podem ser executado por conta da planta”, completa.

A prova da decoração

Chamada de “prova dos arranjos”, ela geralmente é feita cerca de um mês antes da data do casamento e deve apresentar uma prévia de como ficará a mesa dos convidados e, às vezes, uma estimativa da ambientação da cerimônia. É o momento certo para a noiva fazer alguma alteração, seja nas cores, nos objetos, taças e outros itens.

Espaço decorado por Dri Nardozza. Clique para saber mais

As flores mais indicadas segundo a época do ano

Para cada estação existem flores mais adequadas e em maior abundância. “Pergunte à florista, por exemplo, se existe a possibilidade de importar alguma espécie de flor, caso necessário, e quais tipos têm uma maior durabilidade de acordo com o clima, data e região da sua festa”, indica a assessora Priscilla Pinheiro. “Uma boa decoradora compõe a decoração com as flores mais propícias e ainda tem a capacidade de se comunicar com empresas de outras cidades ou países para atender o desejo da noiva”.

Os tipos de flores que cada profissional usa

Cada decorador tem seu estilo, e com os casamentos cada dia mais personalizados, é mais seguro procurar um profissional que se adeque ao perfil da noiva. “Casamentos na praia, campo e cidade pedem propostas diferentes de flores, objetos e acessórios. Uma profissional mais acostumada com festas na fazenda pode não atingir as expectativas de um casal que vai se casar com pé na areia”, diz Priscilla. “Procure referências e cheque o trabalho da especialista antes de tomar qualquer decisão”.

A quantidade de flores, folhagens e arranjos necessários

A noiva deve perguntar ao decorador qual é a quantidade de flores e arranjos indicada para decorar o espaço de seu casamento. Desta forma, ela terá uma maneira de comparar orçamentos diferentes de forma mais eficiente.

Espaço decorado por Dri Nardozza. Clique para saber mais

A escolha dos vasos e peças que serão usadas

A assessora Ana Lauand, de São Paulo, explica que o estilo de trabalhar varia de acordo com a decoradora. “Umas têm acervo próprio, outras criam projetos com peças alugadas de determinadas empresas e algumas deixam a noiva interferir e escolher os acessórios que serão usados nos arranjos e demais detalhes. Essas características interferem no resultado do projeto e no preço”.

Como funciona a montagem no dia

A noiva deve descobrir o que é feito para garantir que as flores permaneçam inteiras até o final do evento. “Procure saber como as flores serão transportadas e armazenadas durante a montagem e se algum responsável da empresa ficará de prontidão durante a festa para socorrer a assessora caso haja algum imprevisto”, alerta Priscilla Pinheiro.

Veja também:

7 coisas quer ninguém fala sobre o espaço do casamento

Artigos Relacionados

Comentários